Adolescente confessa estupro de bebê no Piauí

Reprodução: TV Clube PI

Reprodução: TV Clube PI
Reprodução: TV Clube PI

Um adolescente de 17 anos foi apreendido pela polícia na noite de terça-feira, suspeito de estuprar uma criança de apenas 1 ano e três meses em Pedro II, no norte do Piauí.O suspeito é vizinho da vítima.
A bebê foi submetida a exames que comprovaram o estupro e teve que passar por uma cirurgia para reconstrução da vagina. A menina continua internada e seu estado de saúde é estável.
O local onde o crime foi praticado fica nos fundos da casa dele. A polícia obteve a informação de esse menor já teria tentado, por duas vezes, estuprar outras pessoas, inclusive uma menina de 15 anos que é vizinha dele.
Ao saber da apreensão do menor, a população de Pedro II ocupou a frente da delegacia e em seguida acabou invadindo o prédio. Parte do muro foi quebrado e algumas motos apreendidas no pátio do local foram incendiadas. O adolescente não estava na delegacia no momento da confusão, pois já havia sido transferido para a cidade de Piripiri (distante 44 km de Pedro II).
Na confissão, o menor contou que saiu de casa pela manhã e após ter cometido o crime, teria deixado a criança próxima à rua na frente do matagal, para que ela fosse encontrada, tendo voltado para casa e tomado banho.
O caso
De acordo com a polícia, a menina foi encontrada na manhã do domingo (7) em um matagal próximo à casa da avó, onde dormia quando foi levada do quarto ainda na madrugada. A bebê ficou sob os cuidados da avó materna e uma tia após a mãe sair para uma festa. Por volta das 2h, a tia acordou para amamentar a filha e percebeu que a sobrinha não estava mais na cama.
Pela manhã, a notícia do desaparecimento da garota se espalhou pela cidade. Foi quando populares a encontraram sem roupa e com vários hematomas pelo corpo ao lado de um terreno baldio, segundo a polícia, local frequentado por usuários de drogas.
“Havia machucados pela boca e uma lesão próximo ao olho, além disso, a vagina dela estava bastante machucada”, relatou a delegada Camila Miranda, que preside as investigações.

Será que esse adolescente é passível de recuperação?
Com G1 PI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.