Bancários continuam em greve

(Reprodução/Internet)

(Reprodução/Internet)
(Reprodução/Internet)

Hoje, a greve dos bancários completou 28 dias, registrando 13.245 agências e 29 centros administrativos fechados em todo o país, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).
Segundo o sindicato, o número representa uma adesão de 56% da categoria.
O maior número de agências fechadas foi registrado no dia 27 de setembro, quando 13.449 delas tiveram suas atividades paralisadas. De acordo com o Banco Central, o país tem 22.676 agências bancárias instaladas, segundo último balanço.
Sem negociação
Nenhuma nova rodada de negociação, foi agendada para a semana.
Na quarta-feira da semana passada, os bancários se reuniram com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), mas o encontro terminou sem acordo e os grevistas decidiram manter a paralisação.
A greve já é mais longa do que a realizada pelos bancários no ano passado, que durou 21 dias. Segundo a Contraf-CUT, a greve mais longa da categoria na história foi em 1951 e durou 69 dias. Nos últimos anos, a mais longa foi a de 2004, com 30 dias.
Mato Grosso
Na tarde de hoje, o Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb) realizou assembléia da categoria, mas somente para deliberar sobre a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e definir novos encaminhamentos para o movimento grevista.
Com G1 SP/Seeb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.