Bancários em greve, negociam amanhã com a Fenaban

Foto; Alexandre Gondim/JC Imagem

Representantes dos bancários, que estão em greve há dois dias, iniciam amanhã (9), às 11 horas, uma rodada de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), para se tentar chegar a um denominador comum.
Reivindicações
Entre as principais reivindicações da categoria, estão: reajuste salarial de 14,78%, sendo 5% de aumento real, com inflação de 9,31%; participação nos lucros e resultados de três salários mais R$ 8.297,61; piso salarial de R$ 3.940,24; vales-alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá no valor do salário-mínimo nacional (R$ 880); 14º salário; fim das metas abusivas e assédio moral; fim das demissões, ampliação das contratações, combate às terceirizações e fim da precariedade das condições de trabalho; mais segurança nas agências bancárias e auxílio-educação.
Até agora, a proposta dos bancos foi de 6,5% de reajuste com R$ 3 mil de abono para os trabalhadores.
Com AgBR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.