Concurso Público: Taques garante direitos dos aprovados

TaquesO governador Pedro Taques (PSDB) assinou, ontem, projeto de lei que garante o ingresso de 246 aprovados nos concursos da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros (CB) , junto às forças de Segurança Pública de Mato Grosso.
O documento, que segue na próxima semana para a Assembleia Legislativa, faz referência à idade máxima de ingresso junto às instituições militares do Estado.
Durante a realização do concurso público, a idade máxima para ingresso de novos militares em Mato Grosso foi alterada, passando de 25 anos para 35 anos. Devido a esta modificação, foi possível propor a alteração junto ao Estatuto Militar, por meio da criação do novo artigo 204 A, para que estes 246 aprovados possam ser convocados. Após o projeto de lei ser aprovado pelo Legislativo de Mato Grosso, o Governo dará início a estudos financeiros e orçamentários para o chamamento dos aprovados.
Aumento do efetivo
Em relação às forças de segurança pública de Mato Grosso, durante o período de janeiro de 2015 a junho de 2016, mais de 1,9 mil policiais militares foram convocados pela atual gestão, assim como 450 soldados do Corpo de Bombeiros deram início ao curso de formação. A Polícia Judiciária Civil também ganhou reforço durante este período, com o chamamento de mais de mil novos profissionais.
A expectativa é que o projeto de lei seja aprovado já na próxima quarta-feira (31. Para a formulação do documento, uma equipe da Casa Civil analisou o caso em Mato Grosso, como também buscou referências no país de situações que fossem semelhantes às dos 246 aprovados no Estado.

Com GComMT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.