De carona

PM não perdeu a chance de reaparecer (Arquivo)

PM não perdeu a chance de reaparecer
(Arquivo)

Muitos, em Rondonópolis, se perguntaram sobre o destaque dado à figura do ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Santos Muniz (sem partido), na reunião promovida no escritório político da deputada federal Professora Rosa Neide, do PT, em Cuiabá, no dia 25 de janeiro, que está conduzindo as articulações em Mato Grosso para a formação de um amplo projeto de apoio à candidatura ao Palácio do Planalto, do ex-presidente Lula.
O encontro reuniu parlamentares e dirigentes do PT, PP, MDB, PCdoB, PSB e PV e conforme confirmamos junto à assessoria da parlamentar petista, Percival Muniz havia ligado para a deputada, externando que gostaria de participar, porque pretende ajudar na campanha de Lula em Mato Grosso.
Como há a orientação do próprio Lula para que todas as lideranças, de menor ou maior abrangência, participem de sua campanha, a participação do Barba, é, até certo modo, compreensível, pois como havia caído no ostracismo político desde que perdeu as eleições para Prefeito para o atual gestor de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio, Percival estava fora da cena politica e dividia seu tempo entre Rondonópolis e sua fazenda no Xingu.
E nisso, viu a oportunidade de figurar novamente diante dos holofotes, como é de seu feitio, pela composição do movimento pró-Lula em Mato Grosso.
Concordamos que todo apoio é bem vindo, mas cremos que num momento político delicadíssimo como este em que vive o País, deveria haver ressalvas em certos casos quanto à somatória de forças, já que Percival Muniz coleciona várias derrotas em ações por improbidade administrativa e ainda responde por outras tantas mais, enquanto gestor municipal, e também no âmbito pessoal, como a ação movida contra ele pela jornalista Maria Estela Boranga, em 2016, por calúnia e difamação, à qual a Justiça deu ganho de causa e se encontra nos trâmites finais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.