Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos

Versátil, Jô deixa uma grande lacuna na cultura brasileira (Zé Paulo Cardeal/TV Globo)

Versátil, Jô deixa uma grande lacuna na cultura brasileira
(Zé Paulo Cardeal/TV Globo)

O apresentador, humorista, ator e escritor Jô Soares morreu às 2h30 desta sexta-feira (5), aos 84 anos. Considerado um dos maiores humoristas do Brasil, o apresentador do “Programa do Jô”, exibido na TV Globo de 2000 a 2016, estava internado desde 28 de julho no Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo, onde deu entrada para tratar de uma pneumonia.
Dono de uma verve incomum e mordaz, Jô traduzia em seus comentários, na maior parte das vezes, o sentimento da maioria dos brasileiros em relação à política.
A causa da morte não foi divulgada. O enterro e velório serão reservados à família e aos amigos, em data e local ainda não informados.
O anúncio da morte foi feito por Flávia Pedra, ex-mulher de Jô, e confirmada em nota pela assessoria de imprensa do Hospital Sírio-Libanês.
Trajetória
José Eugênio Soares, mais conhecido como Jô Soares, era natural da cidade do Rio de Janeiro, onde nasceu em 16 de janeiro de 1938. Foi um humorista, apresentador de televisão, escreveu 10 livros, entre eles os mais conhecidos O Xangô de Baker Street e O Homem que Matou Getúlio Vargas, dramaturgo, diretor teatral, ator e músico brasileiro.
Apresentou de 1988 a 1999 o Jô Soares Onze e Meia no SBT e de 2000 a 2016 o Programa do Jô na Globo.
Fonte: g1/Wikipédia – com Redação

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.