Lamentável!

Foto: Blog Estela Boranga comenta

Foto: Blog Estela Boranga comenta
Participação reduzida

Extremamente lamentável a ausência maciça dos servidores públicos municipais, na sabatina aos quatro candidatos a Prefeito de Rondonópolis, promovida pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sispmur), na noite de ontem, no Espaço Idéias.
Lamentável porque era o momento do servidor concursado mostrar sua força de atuação e seu peso de decisão, como parte integrante e imprescindível, na condução e decisão dos assuntos administrativos municipais.
Para um espaço interno preparado para receber de 300 a 400 pessoas, somente em torno de 100 compareceram e quando parte se manifestava, era solicitado pela organização, que assim não o fizesse.
Entretanto e infelizmente, também fica no ar a suspeita de que possa ter havido nos dias que antecederam a sabatina, uma ameaça de retaliação velada aos que pretendiam lá comparecer, espalhada propositalmente, com o firme propósito de esvaziar o evento.
Penso isto, porque aparentemente, parecia haver um “petit comité de recepção” na parte externa, com pessoas com grande poder de uso da “caneta” ligadas à administração atual, cuja presença ali, pode até ser considerado como intimidatória e para se ter a certeza de que – caso tenha ocorrido, realmente, o “aviso antecipado” – a retaliação poderia vir a acontecer depois.
Por outro lado, ouso questionar a forma da sabatina, que mesmo com 10 perguntas já prontas para serem feitas aos candidatos – e disso muito se aproveitou quem deveria dar muitas explicações – deveria abrir espaço para perguntas dos servidores, permitindo que fosse, ao menos, uma só pergunta e a um número restrito, inscrito antecipadamente.
Talvez, o Sispmur no afã de mostrar organização – e isso é inquestionável -, tenha pecado por aplicar um “alto nível” excessivo ao evento, com perguntas que não atingiram plenamente, no meu entender, o que interessava, de uma forma mais completa, à categoria dos servidores.
Também fica a dúvida de que talvez a entidade classista possa não estar assim “tão de boa” com os filiados, como se possa pensar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.