Mauro Savi divulga nota sobre abordagem pela PRF

Savi provou origem lícita do dinheiro (Foto: Folhamax)

Savi provou origem lícita do dinheiro (Foto: Folhamax)
Savi provou origem lícita do dinheiro

A assessoria do deputado estadual Mauro Savi (PSB) emitiu nota de esclarecimento na noite de ontem, sobre a abordagem ao deputado feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e sua condução à Polícia Federal de Sinop, por suspeita de crime eleitoral.
Mauro Savi, acompanhado por duas pessoas, foi abordado ontem à tarde pela PRF, próximo à cidade de Sorriso (Nortão de MT), com um pouco mais de 24 mil reais em dinheiro vivo e material de campanha do prefeito Dilceu Rossato (PSB), que concorre a reeleição naquele município.
Savi, segundo a assessoria, apresentou um extrato bancário datado de 5 de setembro, que demonstra o saque realizado em instituição financeira, comprovando que o dinheiro encontrado em seu poder, era lícito.
Íntegra da nota emitida pela assessoria de Mauro Savi:
Sobre a abordagem feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde desta segunda-feira (12), o deputado estadual Mauro Savi (PSB) esclarece que o valor apreendido, no total de R$ 24,150 mil, possui origem lícita e que não seria utilizado em campanha eleitoral.
O parlamentar apresentou extrato bancário da sua conta corrente, datado do dia 05 de setembro, no qual consta o saque. Em relação ao material de campanha do candidato à reeleição, Dilceu Rossato (PSB), o deputado apresentou nota fiscal que comprova a regularidade dos mesmos e que as despesas foram pagas pela própria campanha.
Diante disso, o parlamentar sequer foi ouvido pelo delegado da Polícia Federal de Sinop, Gabriel Costa de Jesus. Mauro Savi, por meio de seus advogados, requereu a restituição do dinheiro e do material de campanha.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.