Pedágios nas BRs 364 e 163 em MT, ficam mais caros a partir de amanhã

Pedágio em Rondonópolis (Internet)
Pedágio em Rondonópolis (Internet)

A partir de amanhã (6), conforme autorização da  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) – publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje -, os valores dos pedágios cobrados nas nove praças existentes  nas BRs 163/364 entre Itiquira (na divisa com Mato Grosso do Sul) e Sinop, no Nortão do Estado, estarão com novos preços de tarifa.
Novos valores
Pelos novos valores, a praça de Itiquira passará a cobrar tarifa de R$ 4,50, para o valor que até hoje (5) é de R$ 4,00; de R$ 4,50 para R$ 5,10, na praça de Rondonópolis; de R$ 3,70 para R$ 4,10 na praça de Campo Verde/Santo Antônio do Leverger; de R$ 3,60 para R$ 4,10 na praça de Cuiabá/Santo Antônio do Leverger; de R$ 4,90 para R$ 5,50 na praça de Acorizal/Jangada; de R$ 4,10 para R$ 4,60 na praça de Diamantino; de R$ 3,30 para R$ 3,80 na praça de Nova Mutum; e de R$ 4,30 para R$ 4,90, na praça de Lucas do Rio Verde.
Categoria 1
Todos estes valores são referentes a categoria 1 e servem de base na cobrança dos demais veículos. Ainda segundo o documento, a alteração da Tarifa Básica de Pedágio quilométrica passou de R$ 0,03619 para R$ 0,03728, além da aplicação do acréscimo de reequilíbrio de 1,8% sobre a Tarifa Básica de Pedágio, correspondente ao Fator D/A, vigente entre 6 de setembro de 2016 e 5 de setembro de 2017; aplicação do Índice de Reajustamento Tarifário – IRT de 1,36877, sobre a Tarifa Básica de Pedágio, que representa o percentual positivo de 8,74%, correspondente à variação do IPCA no período; consideração do Fator C negativo de R$ 0,07508 na Tarifa de Pedágio, vigente entre 6 de setembro de 2016 e 5 de setembro de 2017.
Haja dinheiro suficiente, para matar a “fome voraz” do Governo Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.