Posses: teve “vuco-vuco” também em Torixoréu

Vereadores foram levados de viatura à delegacia (Foto: Reprodução)

Vereadores foram levados de viatura à delegacia
(Foto: Reprodução)

Não foi somente em Rondonópolis, que a solenidade de posse dos eleitos esteve tumultuada.
Em Torixoreu, na divisa de Mato Grosso com Goiás, quatro vereadores que fazem parte da Mesa Diretora da Câmara Municipal daquele município, foram detidos hoje por desobedecerem a uma decisão judicial e não empossarem a prefeita eleita, Inês Coelho (PP) que teve a candidatura impugnada, mas recorreu da decisão. Os parlamentares foram conduzidos pela Polícia Militar, para a delegacia de Barra do Garças
Segundo a Polícia Militar, os quatro vereadores que compõem a nova Mesa Diretora para o biênio 2017/2018 daquele município ainda devem prestar depoimentos, além de responder a um Termo Circunstanciado (TC) por desobediência de decisão judicial.
A solenidade foi interrompida, após as detenções.
Impugnação
Inês Coelho, de 46 anos, é empresária na cidade e concorreu pela coligação “Com a Força do Povo, o Trabalho Continua”, formada pelos partidos PSB, PT, PRP e PP.
Ela entrou na disputa depois que o marido, Odoni Coelho (PSB), teve o registro indeferido por ter sido cassado do cargo de prefeito de Torixoreu, em agosto. Depois, ele renunciou à candidatura à reeleição e foi substituído pela esposa.
A candidatura dela, entretanto, foi impugnada pela Justiça Eleitoral porque foi entendido que, para Inês concorrer, o marido dela deveria ter sido afastado de forma definitiva do cargo de prefeito, pelo menos seis meses antes.
Com G1 MT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.