Itumbiara: autor de atentado era ‘atirador profissional’

Gilberto do Amaral, autor do atentado (Reprodução)

Gilberto do Amaral, autor do atentado (Reprodução)
Gilberto do Amaral, autor do atentado
(Reprodução)

Segundo o prefeito de Itumbiara (GO), Francisco Domingues de Faria (PTB), conhecido como Chico Balla, o autor do atentado, Gilberto Ferreira do Amaral, era um “atirador profissional”. O ataque provocou a morte do candidato a prefeito José Gomes da Rocha (PTB), de 58 anos, conhecido como Zé Gomes, de um PM e deixou dois feridos, entre eles o vice-governador de Goiás, José Eliton Júnior.
De acordo com o gestor, Gilberto era funcionário público, mas estava licenciado de seu cargo na Secretaria Municipal de Saúde, por assuntos particulares. Chico Balla disse que o atirador trabalhava na campanha de um candidato a vereador, de uma das coligações adversárias à de Zé Gomes.
“Era caçador, me disseram que já tinha antecedentes. Nós não temos dúvidas de que esse Gilberto era um atirador profissional. Ele ia matar todos nós que estávamos na caminhonete, só não fez isso porque o PM, em um ato de extremo heroísmo, nos salvou”, disse Chico Balla, comparando o momento dos tiros com um “atentado terrorista”. “Foi uma loucura ver as pessoas serem alvejadas do meu lado. Aquela correria, todos gritando de pânico. Não foi uma sensação diferente ou menor a do pânico, de uma atitude dos mais extremos terroristas. Não dá, é inconcebível uma situação desta em nossa cidade”, afirmou.
Após a morte do ex-prefeito, do PM e do atirador, Chico Balla declarou luto oficial na cidade por meio de um decreto. “A cidade está abalada. Você vê os comércios fechados, a população triste. Isso que aconteceu não é saudável nem para Itumbiara nem pra democracia”, concluiu.
Ataque
O tiroteio aconteceu na quarta-feira (28) durante uma carreata em Itumbiara. Além de Zé Gomes, o atentado resultou na morte do cabo da Polícia Militar (PM) Vanilson João Pereira, que fazia a segurança de autoridades, e do atirador.
O vice-governador José Eliton (PSDB) e o advogado da Prefeitura de Itumbiara, Célio Rezende, estavam no local e também foram baleados. Eles foram transferidos para um hospital de Goiânia, onde estão internados.
Com G1 GO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.